Connect with us

Andarai - BA

Filme “NÃO QUIS A VIDA QUE MEU PAI ME DEU” é produzido em Ubiraitá, distrito de Andaraí

Published

on

Rompendo as barreiras que as separam, Ubiraitá e Andaraí se unem através dos artistas da terra e lançam o primeiro filme gravado no distrito de Ubiraitá com o título “NÃO QUIS A VIDA QUE MEU PAI ME DEU”. O texto é assinado e dirigido por Murilo Villar, Jovem Andaraiense que traz em seu contexto a cultura identitária do vaqueiro, símbolo tradicional do nordeste brasileiro como plano de fundo. A história aborda a saga de Gabriel, filho de um vaqueiro que não aceita a vida imposta pelo pai, surgindo assim várias tramas.

O elenco formado por atores que enfatizam a importância da arte para o município, conta com nomes como: Murilo Villar, Emílio Tapioca, Antônia Fernandes, Francesca Barbosa, Pedro Sibas, Dri Invenção, Getúlio Invenção, Cláudia Gomes, Mateus Pinho, Marcelo Carpina e em destaque o ator mirim Joabe Almeida, que darão vidas a personagens que vão tocar os telespectadores, dentro de um cenário espetacular e lindíssimo que é o sertão baiano, pois foi totalmente filmado na Chapada Diamantina.

O projeto conta com o patrocínio do Governo Federal, através da Lei Aldir Blanc, pelo Prêmio Cultura na Palma da Mão, da Secretaria Especial de Cultura e Ministério do Turismo e o apoio da prefeitura de Andaraí.

A produção do filme ficou por conta da agência Cactus, de Utinga – Ba, e teve o apoio da Prefeitura Municipal de Andaraí.

A trilha sonora da produção é original, “Menino Homem”, foi escrita e interpretada por Antônia Fernandes em parceria com o produtor musical Jorge Rustom.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Andarai - BA

Embrapa e parceiros realizam curso sobre fruticultura orgânica para produtores da Chapada Diamantina

Published

on

Com o objetivo de repassar tecnologias referentes ao sistema orgânico de produção, a Embrapa Mandioca e Fruticultura realiza, na Chapada Diamantina, o curso “Fruticultura em sistema orgânico de produção”, sob coordenação dos pesquisadores Aristoteles Pires de Matos e Tullio Raphael Pereira de Pádua. Além deles, os outros instrutores são os pesquisadores Nelson Fonseca e Onildo Nunes de Jesus. O evento é realizado em parceria com a Bioenergia Orgânicos, o Fundo Vale e o Centro Territorial de Educação Profissional da Chapada Diamantina (Cetep).

Imagem Ilustrativa

O módulo sobre abacaxi, manga e maracujá, vai ser realizado em dois períodos, com o mesmo conteúdo: nos dias 19 e 20 de outubro, no Cetep, em Wagner (BA), e nos dias 9 e 11 de novembro, no auditório da Câmara de Vereadores de Andaraí (BA). No primeiro dia, as aulas teóricas vão abordar a escolha, o preparo do solo, a produção de mudas e o plantio, o manejo integrado de pragas e doenças e o manejo fitotécnico das culturas do abacaxi, manga e maracujá. No segundo dia, é a vez das práticas dos temas abordados (abacaxi, manga e maracujá), que vão ser realizadas na Fazenda Ceral e das práticas na produção de sementes e mudas na Fazenda Bonita, ambas pertencentes à Bioenergia Orgânicos e localizadas em Lençois (BA), na Chapada Diamantina (BA).

Para o curso, a Bioenergia Orgânicos buscou produtores rurais que tenham interesse no cultivo orgânico dessas culturas para aderir a um projeto de cultivo orgânico de fruteiras em larga escala. Embrapa Mandioca e Fruticultura e Bioenergia Orgânicos desenvolvem, juntas, desde 2011, pesquisas para o cultivo de fruteiras em sistemas orgânicos de produção na região de Lençóis. Entre os resultados obtidos, encontram-se os sistemas orgânicos de produção para as culturas do abacaxi, manga e maracujá, com informações sobre o cultivo dessas fruteiras, desde o plantio até a colheita.

Continue Reading

Andarai - BA

Emoção e boa música, marcaram a edição do Festival de Igatu 2022

Published

on

Com tema “É Tempo de Amar e Reviver Emoções” o festival de Igatu edição 2022 fez jus ao tema, afinal todos ficaram encantados com as apresentações do festival que teve a realização da prefeitura municipal de Andaraí e o apoio do governo do estado através da BahiaTursa.

As emoções começaram logo na abertura com a apresentação do coral da escola de tempo integral “Ilza Guedes Silva”, e não teve quem segurasse as lagrimas, afinal ver crianças cantando em uma sincronização perfeita, fizeram com que praticamente todos descessem uma lagrima dos olhos.

Mais as emoções não pararam por ai, logo na sequencia vieram as apresentações musicais, sendo a abertura com Bismarck Reis, Viny Dourado e Pet Dauê.

Para o Prefeito Wilson Cardoso, “o Festival de Igatu é o lugar certo para quem quer ouvir uma boa música, recordar momentos e reviver emoções junto com a família“, Cardoso também citou a importância de um festival como esse, pois o que mais chamou sua atenção foi a “união das famílias, ver os casais abraçados, dançando juntos com seus filhos, um festival que não tem nenhuma confusão em que tudo é na mais perfeita paz“.

O coral da Ilza Guedes vibrou nos nossos corações, trazendo que sonhar é possível, realizar é possível, quando a gente tem um governo que promove isso pra gente” enfatiza a vice-prefeita Milena Helfenstein.

A expectativa de um festival como esse é que traga um turismo que seja sustentável, um turismo seletivo, que se preocupe com a população local e que não exclua os moradores, é trazer uma interação que acrescente a população local” enfatiza o turista Bruno.

Para o turista Marcos da cidade de Ipirá, “O festival de Igatu é um festival raiz, na qual já faz do meu calendário, pois venho todos os anos“.

O Segundo dia do festival, as energias positivas estavam elevadas, pois em todas as apresentações musicais o público presente cantava juntos com os artistas emanando o que todos já sabem, que Igatu é um lugar mistico, onde as energias são de fato renovadas, e não tem quem visite esse pequeno lugar no paraíso chamado Chapada Diamantina que não saia revigorado, confira ai como foi o segundo dia:

Já no terceiro e último dia o Festival, a programação não poderia ter começado melhor, pois ouvir as bençãos do Padre Valmir na Igreja centenária de São Sebastião e logo em seguida a apresentação do clarinetista Ivan Sacerdote fizeram com que todos se reenergizassem. Logo em seguida as apresentações musicas dos Skanibais, do Luiz Caldas e da Confraria da Música mais uma vez elevou as energias positivas e mesmo no terceiro dia, não teve quem não soltasse a voz junto com os artistas.

E assim foi a edição do Festival de Igatu, edição 2022, que teve a realização da Prefeitura Municipal de Andaraí, o apoio do governo do estado através da BahiaTursa, e nós do SeLigaChapada já podemos confessar que já estamos com saudades e torcendo que tudo ocorra bem para que no próximo ano estejamos juntos novamente. #Igatu2022


Continue Reading

Andarai - BA

Bastidores do Filme ” NÃO QUIS A VIDA QUE MEU PAI ME DEU ” gravado em Ubiraitá distrito de Andaraí

Published

on

Continue Reading

ULTIMOS

Copyright © 2017 Zox News Theme. Theme by MVP Themes, powered by WordPress.