Connect with us

Mundo

Elon Musk confirma compra do Twitter por 44 bilhões de dólares

Published

on

Após uma semana de deliberações, o bilionário Elon Musk confirmou, nesta segunda-feira (25), a compra do Twitter pelo valor de 44 bilhões de dólares (cerca de R$ 214 bilhões). Parte do conselho de administração da rede social ainda vinha resistindo à proposta, mas a vontade da maioria dos acionistas de aceitar a oferta prevaleceu nas negociações.

Elon Musk Foto: Reprodução / Youtube / TED

Com a decisão, o magnata passará a ser o único dono da empresa e fechará o capital da rede social.

A confirmação da compra fez as ações do Twitter dispararem durante esta tarde, em alta de 5,52% na Nasdaq (Nova York), a 51,63 de dólares. Na Bolsa de Valores brasileira, os recibos de ações da plataforma foram valorizados em 7,63%, saindo a R$ 126,46 cada.

Formado por 11 pessoas, o Conselho do Twitter se reuniu nesta manhã para analisar a proposta de Musk. Segundo fontes ligadas ao caso, o ponto de virada para o conselho foi a obtenção de garantias de que a oferta de Musk de 54,20 dólares (R$ 264) por ação seria cumprida.

Em entrevista recente durante o evento TED, o CEO da Tesla e da SpaceX esclareceu qual é sua real intenção em comprar a plataforma. Segundo Musk, seu objetivo não é o lucro, mas a preservação da liberdade de expressão no mundo.

– É realmente importante que as pessoas tenham a realidade e as percepções [sobre a realidade] e que elas sejam capazes de se expressar livremente dentro dos limites da lei – ponderou Musk.

Recentemente, ele já havia demonstrado preocupação sobre como a rede social estava moderando seus conteúdos. O bilionário chegou a considerar a ideia de criar uma nova plataforma com essa premissa. Ele optou, no entanto, por investir na compra do Twitter, plataforma já consagrada entre os internautas.

Inicialmente, Musk comprou 9% das ações da empresa, se tornando o maior acionista da rede. Ele chegou a ser convidado para fazer parte do conselho diretor, mas declinou da oferta, visto que aceitar a proposta o impediria de possuir mais de 14,9% das ações durante dois anos.

As informações são do PLENO.NEWS

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mundo

Exército russo confirma início de bombardeios na Ucrânia

Published

on

O Exército russo confirmou hoje (24) o início dos bombardeios no território da Ucrânia, mas garantiu que os ataques têm apenas como alvo bases aéreas ucranianas e outras áreas militares, não zonas povoadas. O ministro ucraniano dos Negócios Estrangeiros afirmou que a Rússia lançou operação em larga escala. O ataque teria sido feito pelas fronteiras com Rússia, Bielorrússia e Crimeia. O Exército ucraniano diz ter abatido cinco aviões russos e um helicóptero, segundo as agências Reuters e AFP.

Guardas de fronteira ucranianos patrulham uma área ao longo da fronteira ucraniana-russa na região de Kharkiv, Ucrânia –
© REUTERS/Antonio Bronicds/Direitos reservados

Em comunicado citado pela agência de notícias estatal russa Tass, o Ministério russo da Defesa disse que está usando “armas de alta precisão” para inutilizar a “infraestrutura militar, instalações de defesa aérea, aeródromos militares e aviação das Forças Armadas da Ucrânia”.

“A Rússia lançou ataques contra nossa infraestrutura militar e postos fronteiriços”, disse hoje o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, em vídeo divulgado na rede social Telegram.

Zelensky impôs a lei marcial em todo o território. Pediu aos ucranianos que evitem “pânico” e confiem na capacidade do Exército para defender o país.

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kouleba, acusou a Rússia de ter iniciado “invasão em larga escala”.

“Cidades pacíficas da Ucrânia estão sendo atacadas. Esta é uma guerra de agressão. A Ucrânia vai se defender e vencer. O mundo pode e deve parar Putin. É hora de agir agora”, escreveu Kouleba na rede social Twitter.

Explosões
Foram registadas nesta quinta-feira fortes explosões em pelo menos cinco cidades da Ucrânia, incluindo a capital, Kiev, horas depois de o presidente russo, Vladimir Putin, ter anunciado o início de operação militar no país.

Pelo menos duas explosões foram ouvidas, de madrugada (horário local), no centro de Kiev, tendo sido seguidas pelas sirenes de ambulâncias, segundo jornalistas.

Fontes em Mariupol, no Leste da Ucrânia, disseram à AFP que a cidade portuária foi atingida por bombardeios de artilharia.

Com meio milhão de habitantes, Mariupol é a maior cidade na fronteira com as autoproclamadas repúblicas separatistas pró-russas de Donetsk e Luhansk.

Mais perto da fronteira, na cidade de Kramatorsk, quartel-general do Exército ucraniano, pelo menos quatro explosões foram ouvidas.

Também a cidade de Kharkiv, no Leste da Ucrânia, e o Porto de Odessa, no Mar Negro, Sul do país, registraram explosões.

A Ucrânia anunciou o fechamento do espaço aéreo para a aviação civil.

Em comunicado, o ministério ucraniano das Infraestruturas justificou a decisão alegando “elevado risco para a segurança” do setor.

Segundo agências noticiosas russas, foram cancelados todos os voos com destino ou partida dos aeroportos de Rostov-sur-le-Don, Krasnodar, Sotchi e Anapa, todos situados no Sul da Rússia, próximo à fronteira com a Ucrânia ou ao Mar Negro.

O presidente russo, Vladimir Putin, justificou a operação militar, afirmando que se destina a proteger civis de etnia russa em Donetsk e Luhansk, cuja independência ele reconheceu na segunda-feira (21).

Por Agencia Brasil/RTP* – Moscou

Continue Reading

Mundo

Líder do Estado Islâmico morreu ao explodir bomba durante ataque na Síria, dizem EUA

Published

on

O líder do Estado Islâmico, Abu Ibrahim al-Hashemi al-Quraishi, morreu ao explodir a si mesmo e membros de sua família durante um ataque militar dos Estados Unidos na Síria, disse o presidente norte-americano, Joe Biden, nesta quinta-feira (3). A ação foi um golpe contra os esforços do grupo jihadista para se reorganizar como força de guerrilha após perder o controle de grandes extensões de território.

© Reuters/Mohamed Al-Daher/Direitos reservados

Abu Ibrahim al-Hashemi al-Quraishi liderava o Estado Islâmico desde a morte do fundador do grupo, Abu Bakr al-Baghdadi, em 2019, também morto ao detonar explosivos durante uma operação dos Estados Unidos.

Enquanto as forças norte-americanas se aproximavam de Quraishi durante a noite, ele provocou a explosão, matando também membros da própria família, incluindo mulheres e crianças, informaram Biden e autoridades americanas.

“Graças à bravura de nossas tropas, esse líder terrorista horrível não está mais aqui”, disse Biden na Casa Branca, sede do governo dos Estados Unidos.

Nem Biden, nem as autoridades norte-americanas que informaram os jornalistas definiram o número de mortes na operação, mas equipes sírias de resgate disseram que pelo menos 13 pessoas foram mortas, entre as quais, quatro mulheres e seis crianças.

O presidente Joe Biden e membros do governo dos Estados Unidos descreveram Quraishi como a “força motriz” por trás do genocídio de 2014 contra a minoria Yazidi, no norte do Iraque, e disseram que ele supervisionou uma rede de braços do Estado Islâmico da África ao Afeganistão.

“A operação de ontem à noite tirou um grande líder terrorista dos campos de batalha e enviou uma mensagem forte aos terroristas de todo o mundo: ‘nós vamos atrás de vocês e vamos encontrá-los’”, disse Biden.

Segundo moradores de Atmeh, perto da fronteira com a Turquia, helicópteros pousaram e que tiros e explosões foram ouvidos durante a operação, que começou por volta da meia-noite. As forças americanas usaram alto-falantes para recomendar que mulheres e crianças deixassem a área.

Os procedimentos militares dos EUA para evitar vítimas civis estão sendo acompanhados de perto após erro cometido em ataque por drones no Afeganistão, que havia sido aclamado pelo Pentágono inicialmente como um sucesso.

Vídeo feito por um morador, e visto pela Reuters, mostrou os corpos de duas crianças aparentemente sem vida e de um homem nos escombros de um prédio no local.

Outras imagens são de equipes de resgate carregando o que pareceu ser um pequeno corpo envolto em plástico branco dentro de uma ambulância. Outros sacos mortuários estavam na parte de trás do veículo.

A Reuters não pôde verificar as imagens de forma independente.

Líderes locais, autoridades de segurança e moradores do norte do Iraque dizem que o Estado Islâmico está ressurgindo como uma ameaça mortal, auxiliado pela falta de controle centralizado em muitas áreas.

Quraishi estava escondido em uma região da Síria que abriga vários grupos militantes, incluindo uma facção afiliada à Al Qaeda, cujos líderes incluem combatentes estrangeiros.

*Colaboraram Timour Azhari em Beirut, Susan Heavey, Trevor Hunnicutt, Phil Stewart, Steve Holland e Humeyra Pamuk, em Washington

*Por Agência Brasil e Reuters

Continue Reading

Mundo

Avó mata neto de cinco anos a facadas, mulher foi presa, depois internada por problemas mentais

Published

on

Uma mulher de 49 anos foi presa sob a suspeita de matar o próprio neto, na última terça-feira (25). Elena Anghel foi detida depois que David-Mario Lazar foi encontrado morto em uma casa, na cidade de Coventry, na Inglaterra.

Imagem reprodução

O menino estava sendo cuidado pela avó enquanto seus pais estavam trabalhando. Ele foi encontrado com ferimentos fatais causados por uma faca, e morreu ainda na casa.

A avó foi inicialmente presa por suspeita de assassinato, mas a polícia local informou, nesta quinta-feira (27), que ela foi internada em uma unidade especializada, em conformidade com a Lei de Saúde Mental do Reino Unido.

Os pais de Mario ficaram muito abalados após a tragédia. “Nosso filho, ele era a criança mais bonita do mundo. Ele era um menino muito feliz”, disseram em comunicado enviado ao site local “The Sun”. “Ele estava sempre sorrindo desde quando acordava até quando ia dormir. Ele tinha muita energia. Ele adorava dançar e cantar. Ele é todo o nosso coração, todo o nosso amor e é tudo para nós dois”.

As investigações continuam em andamento. Não há informações sobre quanto tempo a avó do garoto permanecerá internada.

As informações são do Correio 24 horas

Continue Reading

ULTIMOS

Copyright © 2017 Zox News Theme. Theme by MVP Themes, powered by WordPress.